mudança com pets mudança com pets

Mudança com pets: 5 dicas de adaptação para os animais de estimação

4 minutos para ler

Mudar para uma casa nova exige um período de adaptação para todos os moradores. E com bichinhos não é diferente: quando o assunto é fazer uma mudança com pets, é preciso também ter paciência com eles para que consigam se adaptar e aos novos espaços, reconhecer o território e se sentirem seguros.

Neste artigo, você vai conhecer algumas dicas para deixar essa adaptação mais fácil, tanto para o seu melhor amigo, quanto para você. Continue a leitura e confira!

1. Leve o animal quando tudo estiver pronto

Se for possível, só leve seu pet para o novo lar quando suas coisas estiverem minimamente organizadas.

É claro que não precisa estar tudo em seu lugar, mas tente deixar seu animalzinho com alguém de confiança, pelo menos, enquanto você estiver embalando e desembalando caixas ou quando a equipe da mudança for colocar tudo no caminhão.

Essa atitude é muito importante porque o entra e sai de pessoas estranhas em casa e o barulho podem tirar da rotina e estressar seu pet, principalmente os gatos, que são mais antissociais e se assustam com maior facilidade.

Além disso, as portas podem ficar abertas, facilitando o escape, ou algum móvel pode cair durante a movimentação e provocar um acidente.

2. Leve brinquedos e objetivos para a mudança com pets

Levar o brinquedo preferido do seu melhor amigo e outros objetos com os quais ele está acostumado, como uma casinha ou caminha, vai ajudá-lo a se adaptar mais rápido. Isso porque o cheiro que fica nesses itens é facilmente reconhecido por eles, fazendo com que sintam que estão em um ambiente familiar.

3. Reserve um cantinho especial para ele

Com os pertences do pet em mãos, cuide para que ele tenha um cantinho especial na sua nova casa.

Pode ser no quarto, no escritório, na sala, ou em qualquer outro ambiente que você costuma ficar uma boa parte do tempo. Assim, ele não se sente sozinho e pode ter, nesse lugar, uma sensação de segurança, que é importante nessa fase de mudança e adaptação.

4. Tenha cuidado especial com os gatos

Além de terem um grande apego aos donos, os felinos gostam da rotina, e isso inclui conhecer muito bem cada canto da casa em que moram. Por isso, em uma mudança, eles podem estranhar nos primeiros dias.

A dica é deixá-los, primeiramente, com acesso a poucos cômodos da casa, mostrar onde fica a caixinha de areia, por exemplo, e limitar o acesso a outros pontos. Aos poucos, vá abrindo as portas dos outros quartos, dos banheiros e mostrando os ambientes para que ele possa conhecê-los e sentir-se seguro.

Também há, no mercado, produtos que ajudam o gato a se adaptar melhor, que produzem cheiros que fazem com que ele se sinta mais à vontade.

5. Observe o comportamento do seu pet

Depois de alguns dias na casa nova, observe o comportamento do seu animalzinho: se ele está comendo e fazendo as necessidades, se parece mais triste que o normal ou tem vômitos recorrentes.

Tudo isso pode ser um indicativo de que ele está estressado com a mudança. Por isso, é importante ter o acompanhamento de um médico veterinário, que pode indicar medicamentos ou até estratégias para ajudar seu pet a se adaptar melhor.

Por fim, é importante ter paciência nesse período de mudança com pets, em que todos estão se acostumando com a nova casa, e saber que, em poucos dias, os pets se sentirão seguros, principalmente porque estão protegidos pelos seus tutores em um novo ambiente.

A Guarida é pet friendly e tem ótimas opções de imóveis para que você possa mudar-se com seu pet! Siga-nos nas redes sociais e acompanhe nossas novidades! Estamos no Facebook, Twitter, LinkedIn, Youtube e Instagram!

Posts relacionados

Deixe um comentário