tipos de garantia locaticia tipos de garantia locaticia

Tipos de garantia locatícia: quais são e como funcionam?

6 minutos para ler

Várias pessoas que possuem imóvel locado têm medo de não receber o valor do aluguel. Logo, para evitar que esse tipo de situação aconteça, há diversas modalidades de garantias locatícias, que consistem em maneiras de assegurar o recebimento.

De acordo com a Lei do Inquilinato  (nº 8.245/91 e suas alterações ), o locador poderá exigir garantias do inquilino a fim de estar seguro caso algo o impeça de cumprir com o contrato. A lei não permite que sejam solicitadas várias garantias em um contrato, tampouco algo que não esteja presente na lei.

Continue a leitura e conheça os tipos de garantia locatícia mais usados e como eles funcionam!

Quais são os principais tipos de garantias locatícias?

Existem diversas modalidades de garantias locatícias, sendo elas muito importantes para o processo do aluguel. Conheça mais a respeito delas e veja como cada uma funciona!

Fiança

A fiança é a garantia mais tradicional, em que uma pessoa, conhecida ou amiga do locatário, é responsável por assumir suas obrigações caso ele não cumpra com o solicitado no contrato. O locador fica autorizado a examinar a situação financeira do candidato a fiador. Caso não demostre um bom score de crédito, não comprove que possui renda e bens suficientes que o tornem capaz de cumprir com as obrigações assumidas, poderá não ser aceito pelo locador.

Além disso, a qualquer momento o locador pode solicitar do locatário um novo fiador ou pedir para trocar a modalidade de garantia. O locatário terá 30 dias para se adequar às mudanças ou deixar o imóvel, se for o caso.

Seguro-fiança

O seguro-fiança é capaz de substituir o tradicional fiador. O cálculo é realizado a partir do montante do aluguel mensal, com a chance de realizar um parcelamento de até 12 vezes, mais os encargos mensais — por exemplo, luz, IPTU, condomínio e água. Além do mais, a seguradora exige o real cumprimento das obrigações do locatário.

Desse modo, o seguro-fiança se destaca no mercado, já que é significativa a dificuldade dos locatários em achar um fiador para financiar seu imóvel. Também, pela ausência de segurança dos locadores no uso de caução.

Logo, por causa do aumento do uso seguro-fiança, diversos bancos e seguradoras realizam esse serviço. Contudo, é preciso ressaltar que o crédito do locatário precisa ser avaliado para ele obter essa vantagem presente no mercado.

Título de capitalização

Consiste em uma garantia locatícia em que o locatário adquire um título de capitalização em seu nome, em determinado valor, que varia de acordo com o exigido pelo locador; normalmente, corresponde a mais ou menos 12 vezes o valor do aluguel e encargos. Esse valor serve para dar garantia ao locador no caso de o locatário deixar de cumprir com suas obrigações, pois pode ocorrer o resgate do valor do título, em favor do locador, até que cubra os valores que lhes são devidos.

Desse modo, ao término da locação, não existindo débitos com o locador, o título é do locatário, que poderá, na data do seu vencimento ,realizar o resgate do valor e, assim, não ter prejuízo.

Carta fiança

A carta fiança é a garantia na qual o locatário apresenta um documento denominado “carta garantia”. Por meio dela, uma instituição, que pode ser um banco, uma empresa ou um órgão público, se responsabiliza em assumir as obrigações no morador, caso este não cumpra com o desejado. É utilizada, normalmente, por funcionários de grandes organizações quando alugam um imóvel para morar enquanto estão trabalhando fora.

CredPago

O CredPago é um instrumento novo no mercado, capaz de aprovar o cadastro do inquilino de forma eficiente e satisfatória, sem a exigência de um fiador e sem nenhuma burocracia. Confira os principais benefícios dessa ferramenta:

  • uso de cartão de crédito;
  • garantia de pagamento do aluguel;
  • taxa de oito por cento anual da locação;
  • facilidade na aprovação de cadastro;
  • sem exigência de comprovação de renda;
  • rápido cadastro.

Além do mais, em situação de inadimplência, o pagamento com a utilização do CredPago é mais fácil, comparado com outros modelos. Para ter todas essas vantagens, o morador deve apenas apresentar seus documentos pessoais e a última fatura do cartão de crédito, cujo limite precisa ser quatro vezes maior que o valor dessa fatura.

Como escolher a melhor opção?

Com a leitura deste post, é possível compreender a respeito das modalidades locatícias presentes no mercado. Assim, você saberá qual se adéqua à sua realidade e à dos seus clientes.

Contudo, o mercado, buscando facilitar a vida de locatários e locadores, encontrou alternativas que eliminam a apresentação das garantias locatícias, porém com soluções que dão segurança ao locador de que o locatário vai cumprir com seus deveres e obrigações.

Assim, é possível locar um imóvel utilizando o limite do cartão de crédito, por meio de plataformas digitais especializadas. Para isso, basta ter um bom score de crédito, cartão com limite apropriado para garantir as obrigações financeiras assumidas no contrato de locação e pagar uma taxa sobre a soma de aluguéis e encargos.

É válido destacar que a Guarida compreende que o locatário, às vezes, não tem alguém disposto a ser seu fiador e, em outras, não quer utilizar as garantias mais usuais do mercado, porque talvez nenhuma delas faça sentido para ele.

Portanto, a empresa está inovando e pensando sempre no melhor aos clientes, sem descuidar da segurança que as partes contratantes precisam ter no fechamento do contrato. Assim, oferece algumas alternativas com procedimentos simples, ágeis e seguros.

Gostou do nosso post a respeito de garantia locatícia? Então, aproveite para seguir nossas redes sociais e ficar por dentro desse e de outros importantes assuntos. Estamos no Facebook e no Instagram!

Posts relacionados

Deixe um comentário