fbpx
ameaças a segurança ameaças a segurança

Ameaças à segurança: saiba quais são os perigos e como se proteger

6 minutos para ler

Existem diversas ameaças à segurança de um condomínio se as devidas ações de proteção não forem tomadas. Nesse sentido, prezar a segurança envolve investir em meios de tornar o convívio dos moradores mais seguro, bem como fornecer tranquilidade aos visitantes. Mas quais são os perigos e como se proteger?

Para descobrir, continue lendo este artigo, veja as principais situações de risco e saiba como fazer para aumentar a proteção contra elas.

Qual a importância de morar em um local seguro?

Encontrar um local seguro para morar está no topo das prioridades de todos, pois é preciso ter a tranquilidade de que você e sua família não sofrerão nenhum tipo de risco, bem como que seu patrimônio estará o mais livre possível de danos.

Nesse sentido, a escolha por condomínios passa por essa questão da segurança, pois a tendência é que locais como esses tenham maior controle de riscos, justamente por oferecerem uma estrutura mais organizada.

Porém, é fundamental escolher o condomínio em que você vai morar levando em consideração o nível de segurança que ele oferece. Para tanto, conhecer quais são as ameaças à segurança do local é o primeiro passo.

Quais são as piores ameaças à segurança do condomínio?

As ameaças estão presentes no dia a dia, seja em relação à periculosidade do bairro ou a situações que possibilitam o comprometimento da segurança do condomínio, como descuidos, desatenções e falhas.

Porém, algumas delas são mais graves e podem ser evitadas com a devida atenção e com ações protetivas. Por isso, logo abaixo você vai verificar algumas das principais e mais graves ameaças que um condomínio pode enfrentar.

Porteiros sem treinamento

Ter porteiros destreinados é, sem sombra de dúvida, uma das piores ameaças à segurança do condomínio. Isso porque o primeiro contato que qualquer pessoa que chega ao local tem é justamente com o porteiro. Esse tipo de profissional se encontra na linha de frente, por isso deve estar preparado para todas as situações.

Contar com profissionais despreparados representa grande perigo, pois eles podem autorizar entradas sem verificar quem é o visitante ou até mesmo deixar a postaria desassistida e criar fatores de risco.

Falta de plano de segurança

Outro grande risco é a falta de plano de segurança. Um plano de segurança envolve estudo e planejamento para que todas as ameaças sejam eliminadas do local. Dentro disso está a criação de mecanismos de segurança envolvendo desde o treinamento dos porteiros até a instalação de dispositivos e a obtenção de serviços especializados.

Na falta de um plano que garanta a segurança do condomínio, os riscos ficam despercebidos até que se concretizem e algum tipo de dano seja causado.

Moradores despreparados

Morados despreparados e não orientados também são riscos em potencial para o condomínio. Não cumprir as regras de segurança coloca todos em perigo, independentemente do sistema de controle de acesso.

Nesse sentido, deixar pessoas entrarem sem identificação, manter portões e portas abertas e demais ações como essas diminuem consideravelmente a segurança do condomínio.

Serviços terceirizados ineficientes

Por fim, mais um grave perigo é contar com serviços terceirizados ineficientes. Serviços contratados com terceirizadas são comuns para a parte de limpeza, manutenção e segurança. Porém, nem sempre esses profissionais são treinados e atuam com eficiência.

Quando os serviços deixam a desejar, o impacto na segurança é direto, pois isso acaba criando mais uma vulnerabilidade.

Como aumentar a segurança?

Depois de saber os principais perigos à segurança de um condomínio, conhecer as formas de aumentá-la é essencial. Nesse sentido, existem várias ações que podem e devem ser tomadas pela administração do condomínio para que o nível de segurança seja elevado.

Instalação de proteção adicional na portaria

A instalação de proteção adicional na parte da portaria é um dos primeiros passos. Nesse caso, contar com espaço protegido e que isole o profissional do acesso externo é indispensável.

É comum a instalação de gaiolas na guarida, além de sistemas específicos para passar volumes na entrega de encomendas sem precisar abri-la. Mecanismos desse tipo previnem arrombamentos e violências contra o porteiro.

Investimento em equipamento de segurança

Equipamentos de segurança também são fundamentais para melhorar a segurança do condomínio. Utilizar alarmes, circuito fechado de TV e cercas elétricas, por exemplo, auxilia no monitoramento e no controle de acesso de toda a extensão do condomínio.

Portaria remota

Ademais, o serviço de portaria remota é um dos mais eficientes contra rendições e lacunas no controle de acesso. Isso porque ele substitui o porteiro presencial e todo o controle de quem acessa o condomínio passa por uma central remota.

Nesse sentido, são evitados riscos produzidos por falhas humanas, bem como pelo contato do porteiro com desconhecidos.

Controle de entrada

Além do que já foi dito, o controle de entrada é sempre fundamental e deve existir no condomínio para que a segurança seja melhorada. O ideal é que ninguém sem identificação e autorização ingresse no local, pois não é incomum que assaltantes e pessoas com más intenções se façam passar por entregadores, prestadores de serviços e visitantes.

Sendo assim, seja no sistema de portaria remota ou com portaria presencial, estabelecer regras rígidas para o controle de entrada é de grande importância. Em conjunto com isso, os moradores devem colaborar para que o sistema não seja burlado.

Capacitação dos porteiros

Por fim, os condomínios que têm porteiros presenciais devem sempre exigir e realizar treinamentos de capacitação. Isso porque existem técnicas e condutas que devem ser seguidas por esses profissionais para que as ameaças sejam minimizadas e os riscos de invasão reduzidos.

Dessa forma, como ficou claro durante o artigo, encontrar um local seguro para morar é fundamental, e entender quais são os riscos à segurança do condomínio que você escolher também é importante. Sabendo disso, você poderá ficar atento, bem como se proteger dos perigos que acabam existindo em qualquer região do país.

Além disso, estar bem informado sobre essa questão é uma maneira de poder exigir maior nível de proteção da administradora do condomínio, do síndico e dos demais responsáveis pela organização e planejamento de ações contra ameaças à segurança.

Assine nossa newsletter agora mesmo e receba as atualizações e novidades sobre esse e muitos outros assuntos!

Posts relacionados

Deixe um comentário