portaria eletrônica portaria eletrônica

Portaria eletrônica: entenda como esse modelo funciona na prática

6 minutos para ler

Uma portaria eletrônica pode representar muito mais segurança e tranquilidade na vida dos condôminos, além de facilitar a gestão do condomínio tanto por parte do síndico quanto pela administradora.

O fato de esse recurso aumentar o controle de entrada e saída de pessoas no empreendimento já justificaria todo o investimento nessa infraestrutura, porém há muito mais vantagens que ela pode proporcionar aos moradores, funcionários e todos que frequentam o condomínio.

Por isso, preparamos este conteúdo para que você saiba o que é uma portaria eletrônica, como ela funciona, quais os benefícios de tê-la no condomínio e quais cuidados ela precisa. Continue a leitura do artigo para entender mais sobre o assunto!

O que é portaria eletrônica?

É um sistema tecnológico que automatiza o controle de acesso ao condomínio, facilitando o trabalho do porteiro que permanece em uma central de atendimento, na qual pode gerenciar todos os processos remotamente.

Na prática, a central pode fazer a gestão de diversos empreendimentos ao mesmo tempo, visto que as operações são realizadas por avançados sistemas de automação integrada, compostos por:

  • biometria;
  • alarmes;
  • sensores;
  • câmeras de vigilância;
  • proteção perimetral.

Isso sem contar outras tecnologias e recursos. Além disso, tanto os condôminos quanto o síndico e os colaboradores podem se comunicar por meio de um aplicativo móvel, enviando mensagens e notificações.

Qual a diferença entre portaria eletrônica remota e virtual?

Considerando que a tecnologia para gestão de condomínios tem avançado todos os anos e novos recursos são disponibilizados no mercado, mostraremos a seguir as diferenças entre uma portaria eletrônica remota e uma virtual.

Esse modelo nada mais é do que uma portaria tradicional, mas controlada à distância. O acesso de moradores, funcionários fixos e prestadores de serviços terceirizados é feito por uma equipe de porteiros que atua em tempo real diretamente da central de controle.

Já uma portaria virtual é somente um modelo mais simples da versão anterior, porém com mais recursos de automação. Basicamente, ela realiza o controle de acesso sozinha.

No entanto, há uma questão de vulnerabilidade nesse tipo de sistema, visto que a queda de energia ou de internet pode afetar o seu desempenho. Além disso, não há suporte disponível durante 24 horas por dia, o que exige que o síndico entre em ação caso ocorra algum problema.

Como funciona a portaria eletrônica?

Os moradores permanentes devem se cadastrar no sistema do condomínio e, por meio de controles, tags, cartões de acesso ou até mesmo biometria, podem se identificar no sistema que fica na entrada do empreendimento. A central de controle gerencia esses dispositivos, podendo bloquear ou liberar o acesso em caso de perda.

Para funcionar adequadamente e cumprir com o seu papel, a portaria eletrônica precisa que uma série de equipamentos trabalhem em conjunto, como:

  • sistemas telefonia e internet para que a comunicação entre o condomínio e a administradora ocorra em tempo real e sem ruídos — por isso é imprescindível que exista um plano B, caso o sistema fique fora do ar ou haja um problema de conexão;
  • tags, QR codes, aplicativos ou sistemas de biometria para controlar a entrada e saída de condôminos;
  • fechamento e abertura dos portões remotamente — o operador só é capaz de controlar o acesso devido a esse sistema, isto é, abrir ou fechar os portões da garagem ou para os pedestres a distância;
  • sistema no Nobreak ou gerador — isso impede que os portões ou equipamentos de comunicação e segurança e outros recursos básicos parem de funcionar no caso de uma queda de energia;
  • cerca elétrica — imprescindível para garantir a segurança dentro dos perímetros do condomínio;
  • câmeras IPs — são equipamentos que fazem a transmissão de som e imagem via internet, garantindo a comunicação entre o morador/visitante do condomínio e o operador;
  • backup das imagens — recurso que permite que os dados do sistema de monitoramento (imagens e vídeos diários) sejam armazenados na nuvem;
  • botão de pânico — um sistema ágil e eficiente de acionamento da polícia em casos de problema mais graves, no qual o morador tem a sua biometria cadastrada e pode pedir socorro sem levantar suspeitas.

Quais as vantagens da portaria eletrônica para o condomínio?

Para concluirmos, veja a seguir uma série de benefícios que a portaria eletrônica proporciona aos moradores do condomínio.

Reduz custos

Como qualquer tecnologia de automação, a redução de custos é apenas uma consequência natural, já que a portaria eletrônica melhora o desempenho da gestão e diminui a necessidade de contratação de vigias e porteiros para atuarem no local.

Aumenta a confiança

Uma portaria eletrônica funciona integralmente no ambiente virtual, o que garante muito mais segurança tanto para o condômino quanto para os funcionários. Afinal, não há como ocorrer uma situação de rendição do porteiro e tampouco que os profissionais que ficam na portaria acabem cochilando. Ou seja, o empreendimento estará protegido durante 24 horas por dia.

Proporciona monitoramento 24 horas por dia

Outra questão que impacta diretamente na segurança do condomínio é o fato de que a portaria eletrônica é fundamentada em um sistema de monitoramento em tempo integral de todas as áreas, com maior foco na portaria. Assim, qualquer problema de segurança pode ser evitado e as devidas medidas podem ser tomadas em caso de atividades suspeitas.

Melhora da comunicação no condomínio

Uma das vantagens mais interessantes que a portaria eletrônica proporciona é a melhora da comunicação entre a equipe que gerencia o condomínio. Para que você tenha uma ideia, os aplicativos provenientes desses sistemas permitem o contato entre os moradores e a administradora.

Dessa forma, é possível deixar comunicados ou solicitações, assim como cadastrar novos visitantes e até mesmo agendar o uso de áreas em comum do condomínio de forma prática diretamente de seu smartphone.

Como você pôde notar neste conteúdo, a portaria eletrônica é um sistema que reúne recursos altamente tecnológicos para garantir a segurança e a tranquilidade de todas as pessoas que frequentam o condomínio, como moradores, funcionários e prestadores de serviços. Ela também facilita a gestão por parte dos porteiros, síndicos e de toda a equipe que atua no gerenciamento da propriedade.

Quer acompanhar todos os posts da Guarida Imóveis e não perder mais nenhum conteúdo interessante sobre mercado imobiliário e gestão de condomínios? Então curta a nossa página no Facebook para se manter dentro das maiores novidades!

Posts relacionados

Deixe um comentário