regras de convivencia em condominio regras de convivencia em condominio

Regras de convivência em condomínio: 5 principais que devem ser cumpridas

4 minutos para ler

Os síndicos dedicados estão sempre atentos ao cumprimento das regras de convivência em condomínio, não é mesmo? De fato, faz parte do papel deles garantirem que tudo que foi estipulado no regulamento interno do condomínio e nas assembleias sejam praticados pelos moradores.

Isso porque, é justamente a observância das regras de convivência em condomínio que vão contribuir para que o ambiente seja harmonioso, tranquilo e satisfatório para todos.

Por isso, vamos apresentar as 5 principais regras básicas de convivência em condomínios que devem ser cumpridas. Boa leitura!

1. Respeitar os limites de horário para fazer barulho

De modo geral, existe uma regra que deve ser observada com relação ao barulho que é justamente não propagar ruídos elevados após as 22 horas. Mesmo assim, o ideal é que as pessoas não extrapolem nesse quesito, independente do horário.

Essa norma baseia-se no princípio de que o horário noturno deve ser dedicado ao silêncio para que as pessoas possam descansar. Logo, é indicado que se evite o período da noite para fazer obras, brincar animadamente com as crianças e até mesmo ouvir música alta.

2. Adotar as regras de descarte de lixo do condomínio

O descarte de lixo em condomínios é algo que costuma gerar bastante brigas e confusões, especialmente, se os moradores não obedecerem às regras e deixarem o lixo fora da lixeira ou não aderirem à coleta seletiva.

Para manter a paz entre vizinhos, faça o que precisa ser feito! Coloque o lixo em sacolas bem fechadas no local determinado para esse fim e, prefira descartar objetos cortantes (vidros, latas, etc.) com sinalizações externas que indiquem isso.

3. Observar os regulamentos de uso das áreas comuns

As áreas comuns do condomínio levam esse nome justamente porque pertencem a todos e, por isso mesmo, existem regulamentos que regem a circulação de pessoas ali.

Dessa maneira, é muito importante que os moradores considerem esse um local que precisa ser respeitado e não como uma extensão da sua própria casa em que é possível se fazer o que bem entender.

4. Cuidar com atenção da circulação de crianças no edifício 

Quem tem filhos precisa cuidar das crianças e estar sempre de olho na sua circulação nas dependências do condomínio. O ideal é que elas estejam sempre acompanhadas e que não peguem elevadores sozinhas, por exemplo.

Importante ainda evitar que as crianças brinquem nas escadas, ou muito menos ou nos corredores, já que, o barulho pode incomodar os vizinhos e gerar aborrecimentos que poderiam ter sido evitados.

5. Obedecer às normas que se referem aos animais de estimação

Normalmente, os edifícios que permitem animais têm regras bem específicas no que diz respeito aos pets. Em geral, os animais devem circular pelo condomínio sempre com a guia e nos elevadores de serviço.

O descarte de detritos dos animais deve obedecer às regras especiais, evitando que as fezes sejam colocadas no lugar do lixo comum, por exemplo.

Por fim, vale destacar que uma das principais funções do síndico é justamente monitorar o condomínio a fim de garantir que as regras sejam cumpridas por todos. Exercer esse papel sem ser “chato” e garantindo uma boa convivência, pode ser bastante desafiador.

Para acertar nessa tarefa recomendamos que você use sinalizações em lugares estratégicos que exigem certos protocolos, como garagem, elevadores e áreas de lazer. Além disso, orientar os funcionários do condomínio também auxilia na aplicação das regras.

Como vimos, vale a pena estar atento às principais regras de convivência em condomínio, já que estas normas podem e devem funcionar como norteadoras das condutas de todos, em prol do bem-estar coletivo.

Agora que você já sabe quais são as 5 principais regras de convivência em condomínio, continue a leitura e conheça o nosso guia prático para administração de condomínios!

Posts relacionados

Deixe um comentário